quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Livros - Resenha - A Esperança

A Esperança é o 3º e último volume da série Jogos Vorazes fechando a saga da nossa garota em chamas.  Cuidado, por se tratar de uma saga o post a seguir contém spoilers dos livros anteriores. Se ainda não viu a resenha de Jogos Vorazes no blog clique aqui. Se você ainda não viu a resenha de Em Chamas no blog clique aqui.


Autor: Suzanne Collins
Editora: Rocco
Páginas: 424
Ano de publicação: 2011

Sinopse
Depois de sobreviver duas vezes à crueldade de uma arena projetada para destruí-la, Katniss acreditava que não precisaria mais de lutar. Mas as regras do jogo mudaram: com a chegada dos rebeldes do lendário Distrito 13, enfim é possível organizar uma resistência. Começou a revolução. A coragem de Katniss nos jogos fez nascer a esperança em um país disposto a fazer de tudo para se livrar da opressão. E agora, contra a própria vontade, ela precisa assumir seu lugar como símbolo da causa rebelde. Ela precisa virar o Tordo.




Após os acontecimentos de Em Chamas o distrito 12 não existe mais. Após sofrer um grande bombardeio os poucos sobreviventes fugiram para o distrito 13, que está reunindo reforços para uma futura guerra contra A Capital.
Katniss, a nossa garota em chamas nos mostra nesse livro o porquê conseguiu sobreviver até aqui. Ela sem ter consciência disso se tornou o símbolo de toda a rebelião, as pessoas seguem seus passos e sua imagem influência a todos. E o nosso garoto com o pão, Peeta, está em uma situação muito complicada desde o inusitado fim que o Massacre Quaternário teve.
Depois que a inevitável faísca explodiu em todos os distritos, sinais de guerra e de divisões tomam conta do livro e assim como diz em sua sinopse nós passamos a descobrir que a guerra pode ser muito mais voraz do que qualquer Jogo.
A trama foi muito bem criada durante os dois primeiros livros para que então pudéssemos chegar a esse grande momento. Momentos de indecisão e confusão que já vimos para que pudéssemos entender melhor os pensamentos de Katniss e seu amor por sua família e por Peeta, sua amizade por Gale e tantos outros grandes personagens.
Até mesmo personagens “secundários” são muito bem explorados pela autora, como Finnick e a equipe preparatória. Isso tudo mostra o cuidado com que a mitologia da série foi feita.
O mundo distópico criado por Suzanne Collins retrata um mundo em que o ser humano egoísta busca apenas se beneficiar independente se isso vá afetar os outros. Nesse aspecto não vejo esse mundo muito diferente do que vivemos. Por isso gosto tanto dessa história, que nos assemelha aos personagens  e de um jeito diferente nos faz pensar.
No fim das contas, toda a história nos mostra superação em busca de amor e carinho.
Me envolvi tanto com Jogos Vorazes que vejo que irei levar ela comigo por um longo tempo!

 Nota: 5 



 E que a sorte esteja sempre a seu favor! 

2 comentários:

  1. Deve ser muito boa essa série *-*
    Não vejo a hora de começar a ler Jogos Vorazes.

    Bjs...
    http://assuntosobrelivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Oi, desculpa encomodar, teria como votar em mim? Entra aqui http://www.houseofchick.com/2011/12/1-parte-do-resultado-do-concurso.html e vota na peça nº 06 – Larissa Daiana? Ah segue o blog pra validar? É rapidinho, obrigado

    Beijos

    ResponderExcluir